quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Impossível é não gostar desse filme!

Missão: Impossível 4. Protocolo Fatasma.
Paisagens lindas... e de repente: bala! Um rosto desconhecido, um prédio, uns clichês aqui e ali... e mais bala. Correria, agentes, secretos, homens de terno, aparelhos filhadaputamente tecnológicos... e mais bala. Charme, um segundo de distração e... bala! Calma! Não é tão vermelho assim. Eles não precisaram apelar para cabeças decaptadas e crueldade desnecessária nem nada disso. O que existe aqui são os mesmos elementos das outras missões impossíveis, mas com muito mais gosto! O quarto filme é um capricho. As sequências de cenas são de tirar o fôlego - essa expressão é muito batida mas era assim que eu me encontrava na sala do cinema. Tensa da cabeça aos pés, mexia a cadeira e apertava o braço do namorado até machucar. Me desviava dos objetos da tela e, não, não era 3D! E tudo isso antes da trilha inconfundível ganhar espaço e deixar todo mundo assim, meio besta: não dava para acreditar que era apenas o começo!
Obviamente, o firewall só pode ser
acessado pelo lado de fora.
Ethan Hunt dessa vez irá tentar impedir uma guerra nuclear, em meio a muita ação - e muitas risadas. O filme inteiro se segue com sequências realmente boas. Há um jogo bem fechado de informações e quando você acha que já entende de tudo de obras desse gênero, e nesse momento vai dar finalmente para respirar e olhar para o la... BOOM!! Para os nostálgicos, tem muita referência aos episódios anteriores. Para os novatos, dá para assistir de boa e entender tudo perfeitamente. Para o público histérico feminino: sim, Tom Cruise continua lindo, tesão, bonito, gostoso e etc. No mais... Rússia, Dubai e Índia num mesmo filme é muito luxo. O resto eu seguro para não dar spoiler. Como eu não sou de fazer críticas decentes, deixo apenas minha opinião desse jeito e recomendo esse filme pra cacete! Definitivamente um dos melhores que vi em 2011! Corre, negada!


Estreiado no Brasil: 21/12/2011.